Bem-Estar

Médico triatleta defende esporte para prevenir doenças cardiovasculares

Que o exercício físico de alto rendimento em atletas profissionais e amadores contribui na prevenção dos fatores de risco para aterosclerose (placas de gordura e cálcio nas artérias), hipertensão arterial, diabetes, obesidade até a hipercolesterolemia ja é sabido e diversos estudos comprovam isso. Mas será que apenas atletas de alto rendimento podem desfrutar dos benefícios do exercício físico para prevenir doenças?

O Dr. Thiago Melo é médico cirurgião vascular e também triatleta (ironman) e explica que os benefícios da atividade física podem ser aproveitados por todos: “o exercício aeróbico de alta intensidade promove a diminuição do colesterol total e o aumento do HDL (colesterol bom), que possui uma ação antioxidante na parede das artérias. Então tenho que ser atleta de alto rendimento? Não. Manter o corpo em movimento melhora a capacidade cardiovascular, diminui a inflamação sistêmica, diminui a obesidade e a hipercolesterolemia e melhora a expectativa de vida. Então não precisa ser maratonista ou Ironman, precisa estar em movimento”.

Doenças cardiovasculares como a aterosclerose caracterizada por estreitamento da artéria devido à deposição de gordura e cálcio podem ser evitadas com a prática esportiva: “Em um atleta de alto rendimento, que pratica exercícios aeróbicos de alta intensidade associado com uma dieta balanceada, haverá redução dos níveis de colesterol total, triglicérides e LDL. Mas no entanto não é preciso ser um atleta profissional para prevenir doenças cardiovasculares, basta praticar alguma atividade e ficar de olho na dieta de acordo com a prescrição médica. Além disso o exercício físico contribui para uma melhor saúde mental, serve como coadjuvante para o tratamento da depressão, melhora nosso sistema imunológico”.

O Dr. Thiago Melo alerta para a necessidade de evitar o sedentarismo: “Nos Estados Unidos as doenças cardiovasculares, entre elas a aterosclerose, são a causa mais freqüente de morte da atualidade. No Brasil isso não é diferente, as doenças cardiovasculares ainda figuram como a principal causa de óbito”.

O especialista também comenta que o esporte o ajuda a conciliar sua rotina agitada e manter: “Ser maratonista ou triatleta é um sonho de muitos, que tem muita coisa associada como resiliência, força mental, saúde impecável e qualidade de vida. No entanto é preciso estar disposto a pagar o preço para ter isto, mas certamente vale a pena. Afinal, terá como recompensa uma saúde melhor, uma qualidade e expectativa de vida maior e ainda um poder mental superior para comandar empresas e negócios ou até mesmo lidar com as frustrações do dia a dia. Calce seu tênis, vá para a rua, caminhe, corra, seja feliz, mas lembre que antes de qualquer prática de exercício físico, temos que saber se estamos aptos para tal, sendo necessária sempre uma avaliação médica prévia”.

Gostou Compartilhe