Alimentação

Embutidos e bisnaguinhas não devem aparecer na lancheira

Em época de volta às aulas, mães e pais têm o desafio de preparar um lanche saudável e, ao mesmo tempo, saboroso para seus filhos levarem à escola. Pensando nisso, a nutricionista infantil Fernanda Monteiro criou o projeto Lancheira Criativa, que procura orientar pais e responsáveis sobre como alimentar as crianças de forma saudável no lanche da escola.

O passo mais simples para montar uma lancheira é evitar alimentos que não tenham as propriedades nutritivas necessárias para uma alimentação saudável. Mas só isso não basta: é necessário escolher alimentos variados de diferentes grupos (carboidratos, proteínas e vitaminas).

Entre os alimentos que devem ser evitados estão dois dos mais frequentes: embutidos e bisnaguinhas, às vezes juntos, inclusive. Ambos são muito práticos e presença constante nas lancheiras, mas não são aliados da saúde da criança.

Embutidos como presunto, peito de peru, salsicha e nuggets de frango são muito práticos e fáceis de consumir. Porém, tais alimentos são processados e contém corantes, conservantes, realçadores de sabor artificiais e quantidade alta de sódio. Além da alta quantidade de produtos artificiais, embutidos acostumam o paladar a consumir sódio em exagero. É possível substituir embutidos com sobras da janta, por exemplo um sanduíche com bife ou peito de frango.

Quanto às bisnaguinhas, tão práticas e frequentes na lancheira, o problema é a quantidade de conservantes e sódio. A boa notícia é que bisnaguinhas industrializadas podem ser facilmente substituídas com outros tipos de pão, como brioche e pão de forma de padaria. Pãezinhos de mandioca e cenoura também são alternativa saudável.

Gostou Compartilhe