Bem-Estar

Verão pode afetar ouvidos, nariz e garganta

Publicidade

Verão, sol, calor, praia, piscina, férias e final de ano. Uma combinação perfeita de diversão para crianças e adultos. E se todo esse conjunto somasse em uma indesejada consulta médica de urgência? Isso porque o verão é uma estação com características que podem aumentar muito as infecções de ouvidos, nariz e garganta.

De acordo com o otorrinolaringologista da Clínica Jamal, Dr. Jamal Azzam, os ouvidos sofrem muito quando expostos a água por períodos longos e repetidos e é comum as crianças se divertirem na água por longas horas. Em contato com a fina pele do canal do ouvido, a água vai favorecendo a entrada e a proliferação de bactérias e fungos, que pode se configurar em uma otite externa aguda. “Essa otite aguda é uma das mais dolorosas condições do corpo humano, com dores intensas, especialmente ao mobilizar a orelha ou mesmo ao tocar ao ouvido, podendo prejudicar a audição e começar a sair líquido ou até mesmo pus. Pode ocorrer febre e muito mal estar, tornando o atendimento médico uma urgência para aliviar a dor”, explica.

Já a garganta e o nariz sofrem de mãos dadas. O responsável pelos problemas nessas regiões do corpo são os choques térmicos, como por exemplo, entrar e sair de ambientes com o ar condicionado gelado. “Não subestime também o poder dos ventiladores, pois quando direcionados e muito próximos das pessoas podem causar muito mal. As consequências podem ser várias: resfriados, gripes, crises de rinites, crises de asma ou bronquite, amigdalites purulentas, faringites entre tantos outros problemas de saúde”, alerta o especialista.

Muitas destas condições podem atrapalhar os divertidos momentos de verão e das férias em família. O Dr. Jamal indica não deixar o cuidado de lado nesta época e procurar um médico em caso de sintomas, seguindo suas orientações.

Gostou Compartilhe
Publicidade