Bem-Estar

Rede de academias traz para o Brasil aula exclusiva de HIIT

Ano após ano o HIIT (High Intensity Interval Training) se mantem nos primeiros lugares da lista “Top ten fitness trends predicted”, pesquisa global do American College of Sports Medicine, que destaca as principais tendências fitness mundiais. A modalidade se tornou famosa pela capacidade de elevar o metabolismo, alternando curtos períodos de descanso e exercícios de altíssima intensidade.

Levando em conta a eficiência da técnica, a Cia Athletica Kansas lança a aula Les Mills GRIT, que traz um HIIT de ponta, trabalhando todos os principais grupos musculares em 30 minutos com músicas extremamente motivadoras. Além de trabalhar a parte técnica, o papel dos treinadores é de estimular a superação de limites, com foco no melhor resultado de cada aluno.

Serão 2 estilos diferentes de Les Mills GRIT na Cia Athletica Kansas:
GRIT Cardio: séries progressivas de HIIT apenas com o peso do corpo, e trabalho muscular focado em elevação da frequência cardíaca.
GRIT Strength: séries progressivas de HIIT com uso de barras e anilhas, trabalhando todos os principais grupos musculares com foco em força e explosão.

A primeira parte de ambas as aulas é reservada ao aquecimento, com músicas que vão aumentando o ritmo conforme os estímulos dos exercícios. A partir daí, começa a parte mais intensa da aula, levando o corpo à principal zona de esforço, entre 84% e 91% da frequência cardíaca máxima. Durante a aula, os alunos podem chegar a queimar 450 calorias, conforme a intensidade da execução dos exercícios.

Permanecendo nessa zona de esforço, o praticante passa a utilizar predominantemente o glicogênio como fonte de energia, depletando os seus estoques musculares. Depois do treino, o organismo precisa repor estes estoques e parte da energia necessária para esta reposição vem da gordura corporal, através do efeito conhecido como EPOC (excess post exercise oxigen consumpsion), que pode durar até 48 horas. O treino intenso proporciona um grande consumo calórico e também o aumento das enzimas e hormônios que facilitam metabolicamente a mobilização da gordura.

Gostou Compartilhe