Bem-Estar

Os seis principais erros dos iniciantes na musculação

1 – Se preocupar com contagem de calorias. Se você é um iniciante na musculação, a não ser que seu objetivo seja a perda de peso, ficar se preocupando em comer arroz integral e batata doce, ao invés de arroz branco e bata inglesa, por exemplo, é inútil. Os primeiros meses de musculação, inclusive, são um dos melhores períodos para se ganhar massa muscular e perder gordura corporal ao mesmo tempo.

2 – Focar em um único grupo muscular. Muitas pessoas entram na musculação preocupados em conseguir um bíceps grande, um abdômen definido ou um peitoral bem trabalhado, mas quando se é iniciante, o treino deve ter a mesma dedicação para todas as partes do corpo.
Para se ter uma base, atletas que vão subir aos palcos em competições de fisiculturismo é que se preocupam em minimizar pontos fracos. Assim, não se desespere em fazer crescer sua panturrilha, antebraço, ombro… e treine tudo por igual.

3 – Essa dica é especial para mulheres. Moças, vocês não vão ficar com braços grandes e masculinizados só porque fizeram alguns exercícios de bíceps e tríceps. A evolução não acontece de uma hora para outra e você não vai acordar no dia seguinte assustada com o resultado no espelho. Se fosse assim, este que vos escreve, e muitos outros homens praticantes de musculação não se esforçariam tanto para chegar nos ‘famosos 40cm de braço’.

4 – Treinar demais. Você não leu errado. Cansei de ver iniciantes fazendo uma, duas horas de musculação e, por vezes, ainda correndo na esteira em seguida, ou fazendo uma série de abdominais. Lembre-se que o treino é quando você causa dano ao músculo, mas o crescimento acontece no descanso, com alimentação e sono adequados.

5 – Achar que suplementos vão compensar uma dieta errada. Os suplementos são práticos e vão sim te ajudar a alcançar seus objetivos, mas como o nome diz, tem que ser usados para complementar a sua dieta.

6 – Alimentos ‘fit’. É comum que iniciantes acreditem que determinados alimentos são excelentes e outros são horríveis. O açaí, por exemplo, é visto muitas vezes como uma alternativa saudável para matar aquela vontade de comer doces, mas em sua maioria, o produto vem com altas concentrações de açúcar e xarope de guaraná, não sendo indicado para quem busca uma alimentação que traga resultados positivos ao corpo.

Texto: Bruno Calió. Bruno é jornalista e praticante de musculação há sete anos. Amante do fisiculturismo, vivencia e fala sobre a prática do esporte amador.

Gostou Compartilhe