Bem-Estar

Novo procedimento endoscópico para tratamento do refluxo chega ao Brasil

Quem sofre com sintomas como azia, ardor no peito, regurgitação e problemas de deglutição, típicos do refluxo gastroesofágico, sabe o quanto essa doença pode atrapalhar atividades do dia a dia. No Brasil, estima-se que cerca de 20% da população sofra com a doença, em que os ácidos presentes dentro do estômago voltam pelo esôfago ao invés de seguir o fluxo normal da digestão.

Para aqueles pacientes com refluxo que possuem os sintomas de forma recorrente e que não respondem mais a medicamentos, a cirurgia é indicada. No entanto, por ser invasiva e nem todos poderem ser submetidos ao procedimento, uma nova alternativa não cirúrgica e endoscópica chega ao Brasil. Trata-se do Sistema Stretta.

Introduzido pela boca do paciente como é feito em uma endoscopia tradicional, o equipamento percorre o trajeto em direção ao esôfago. Ao chegar no esôfago, emite ondas de radiofrequência na musculatura da porção distal do esôfago, proporcionando remodelação e alargamento do esôfago, menor quantidade de eventos de refluxo gastroesofágico e melhora dos sintomas.

O gastrocirurgião e endoscopista Dr. Eduardo Grecco explica que este é um procedimento sem cortes e minimamente invasivo, que dura cerca de uma hora, em que o paciente deverá estar sob sedação em ambiente ambulatorial, sem a necessidade de internação, sendo liberado logo após o seu término.

Os primeiros casos no Brasil serão realizados pela equipe dos professores afiliados da Faculdade de Medicina do ABC (FMABC): Dr. Eduardo Grecco, Dr. Luis Gustavo Quadros, Dr. Manoel Galvão Neto e Dr. Thiago Souza. O tratamento já é realizado em 40 países, como Austrália, China e Estados Unidos. No Brasil, a ANVISA liberou o procedimento em julho deste ano. “Todos os estudos realizados até o momento apontaram para uma melhora dos sintomas. Após 4 anos, 82% dos pacientes continuam sem tomar remédios. Depois de 8 anos, são 72%. E em 10 anos, 64%”, afirma Dr. Grecco.

Fonte: Rojas Comunicação

Gostou Compartilhe