Bem-Estar

Mudança no padrão e na postura: conheça os riscos dos silicones

Colocar silicone nos seios é o desejo de muitas mulheres que querem realçar o colo e ficarem mais bonitas, mas o que a maioria não sabe é que as próteses mamárias podem diminuir a formação de músculos e também interferir na postura.

Quando a mulher implanta prótese de silicone nos seios, acontecem duas coisas: mudança no padrão de postura, e alterações estruturais, especialmente quando a prótese é colocada embaixo do músculo.

O peso extra da mama faz a mulher jogar os ombros pra frente, contrair o trapézio e curvar a coluna em formato de C (cifose). É uma postura defensiva da mulher, muitas vezes provocada involuntariamente. O ortopedista Dr. Fabiano Fonseca, explica que é necessário relaxar essa região e melhorar a postura para evitar torcicolo e dores musculares.

Se você colocou prótese de silicone e passou a sentir desconforto e dificuldade para realizar atividades do dia-a-dia como: dores nas costas, na cabeça, nos ombros, pescoço e mamas, provavelmente tenha exagerado no tamanho. Próteses muito grandes podem causar desde estrias e falta de ar até má postura e dor muscular.

“Carregar uma prótese muito grande é sinônimo de problema futuro, pois ela é pesada e inevitavelmente a pessoa irá se curvar para frente. Caso haja desgaste das vértebras, pode até desencadear uma hérnia de disco”, diz o ortopedista cirurgião de coluna Dr. Fabiano Fonseca.

O tamanho ideal varia de acordo com a altura, diâmetro do tórax, busto natural e outras características da paciente: uma prótese de 300 mililitros pode ser exagerada em mulheres baixas, mas natural em outras mais altas.

Veja os riscos que cada tamanho de prótese pode causar

Prótese: 125 a 250 ml.

Riscos: Como qualquer cirurgia, esta pode causar hematomas e infecções. Embora ocorra em apenas 2% dos casos, a rejeição à prótese pode causar endurecimento do silicone e dor nos seios.

Prótese: 250 a 400 ml.

Riscos: A detecção precoce de câncer da mama já é prejudicada. Dependendo da constituição física da pessoa, podem surgir vícios de postura, falta de ar e dores nas costas.

Prótese: 400 a 700 ml.

Riscos: A região lombar é sobrecarregada e as articulações sofrem desgaste precoce. Além disso, o peso do silicone favorece desvios da coluna e distensão permanente da pele.

Prótese: Acima de 700 ml.

Riscos: Neste ponto, a prótese pode causar atrofia das glândulas mamárias e perda de sensibilidade nos seios. A sobrecarga passa a provocar degeneração nos ossos e nas vértebras.

Fonte: Fernanda Passos

Gostou Compartilhe