Bem-Estar

Funcionários de startups formam times mistos para prática esportiva

Se muitas vezes a rotina corrida dificulta a prática de atividades físicas, a falta de incentivo também pode ser determinante para agravar o sedentarismo. Com isso, equipes de colaboradores de empresas com escritório em São Paulo têm se reunido após o expediente para partidas de esportes em que homens e mulheres jogam juntos a favor da saúde e descontração após o dia de trabalho.

Segundo o Ministério da Saúde, embora entre 2009 e 2013 tenha ocorrido um aumento de 11% no total de pessoas que praticam exercícios em seu tempo livre, os homens ainda têm se exercitado mais do que as mulheres. De acordo com o mesmo levantamento, enquanto 41,2 dos homens praticam exercícios, apenas 27,4% possuem esse cuidado com a saúde física.

Entre a falta de tempo, organização e incentivo, confira empresas que superaram esses obstáculos e têm contribuído para a saúde dos funcionários:

No GetNinjas, a falta de um local e mais mulheres interessadas em futebol para montar um time desmotivava as funcionárias a praticar o esporte. Isso mudou depois que o time masculino parou de treinar. Duas funcionárias da empresa que já praticavam o esporte os engajaram a retornar os jogos semanalmente, tomando à frente da organização, como aluguel da quadra, cobrança de pagamentos e até mesmo corridas de Uber para quem fica sem carona para o jogo. Atualmente, 18 funcionários se reúnem todas as quartas-feiras, desde o início de setembro.

Na Contabilizei, desde outubro o esporte tem trazido maior contribuição para a interação entre pessoas de áreas diferentes. Segundo os funcionários, jogar basquete com a equipe ajuda para que descubram mais interesses em comum do que os eventuais jogos de sinuca e video-game que eles tem à disposição no escritório. Todas as terça-feiras, de 10 a 15 funcionários, entre homens e mulheres, se reúnem para praticar o esporte.

Gostou Compartilhe