Bem-Estar

Dor nos joelhos: causas e tratamento

Publicidade

A partir do momento em que colocamos muita carga sobre os joelhos por meio de atividade física ou do sobrepeso, aparecem os problemas. O joelho é composto pelo osso da coxa (fêmur), que tem uma base constituída de duas saliências arredondadas (côndilos), assentados na parte superior e relativamente plana da tíbia. A patela é um osso pequeno e arredondado que fica sobre o sulco vertical entre os côndilos e dá força à articulação.

A dor no joelho geralmente desaparece após o tratamento, mas se o paciente estiver acima do peso ou apresentar desalinhamentos no membro inferior, pode trazer maiores riscos de recidiva. Ela pode ser causada por inúmeros problemas: artrite, artrose, bursites, tendinites, luxação patelar, lesões meniscais ou ligamentares no joelho, rompimento da cartilagem, desgaste, distensão, infecção articular, síndrome da banda iliotibial, entre outros.

Na maioria dos casos, o tratamento é conservador, sem cirurgia, e envolve atividade física e acompanhamento de um fisioterapeuta e médico. O tratamento fisioterapêutico pode ser um aliado para avaliar a dor, melhora da força, equilíbrio e coordenação, já que o especialista irá trabalhar com os movimentos necessários para recuperar o joelho.

Cuidados especiais

Fonte: Prof. Dr. Thiago Fukuda (PhD) – Fisioterapeuta e diretor-clínico do Instituto Trata – Joelho e Quadril. Fisioterapeuta da Seleção Brasileira de Futebol Feminino, Doutor em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e Postdoc pela University of Southern California (USC) – EUA. Membro da Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva (SONAFE) e tem mais de 60 publicações científicas nacionais e internacionais na área de Reabilitação Ortopédica e Esportiva.

Gostou Compartilhe
Publicidade