Bem-Estar

Dor lombar atrapalha e tratamento inovador pode reduzir sintomas

540 milhões de pessoas no mundo sofrem com uma dor tão comum que a estimativa é a de que 80% da população mundial experimentará esse problema ao menos uma vez na vida: a lombalgia, ou a famosa dor na lombar. O problema é que, em muitos casos, essa dor – que se torna crônica –, afasta os pacientes de suas atividades diárias, sendo a principal causa de incapacitação no trabalho no mundo, segundo estudo publicado na The Lancet no começo do ano passado. E o pior: a maioria dos pacientes recebe tratamento errado, com medicamentos à base de opioides, enquanto a fisioterapia e a reeducação postural seriam os melhores meios para corrigir o problema. Mas, para aliviar a dor, o tratamento com LEDs do Sportllux pode ser a solução, uma vez que conferem ação analgésica e anti-inflamatória. O equipamento de uso domiciliar traz as luzes vermelha e infravermelha para promover melhora das dores e tem três opções de tamanho para se adaptar às diversas áreas do corpo.

Segundo o estudo, no Reino Unido, quando juntamos os dias de trabalho perdidos por trabalhadores, isso contabiliza 1 milhão de anos de vida produtiva perdida por conta da dor na lombar. Acontecendo em todas as faixas etárias, na maioria dos casos, não há uma causa específica, mas trabalhos com maior exigência física e pessoas obesas estão mais propensas a sentir esse tipo de dor.

Segundo o fisioterapeuta Dr. Alexandre Ribeiro Alcaide, especialista em fisioterapia esportiva e músculo-esquelética e sócio fundador da Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva (SONAFE), a fisioterapia auxiliará no fortalecimento dos músculos e articulações, além da redução da dor, enquanto o equipamento será um importante coadjuvante. “A fototerapia, com a Terapia com Luz de Baixa Potência, também pode ser usada no tratamento e prevenção desta condição. Isso porque são equipamentos que realizam fotobiomodulação, ou seja, utilizam da estimulação fotodinâmica para promover efeitos fisiológicos, atuando na recuperação dos músculos e articulações e evitando dores”, completa o fisioterapeuta.

O Sportllux age através da fotobiomodulação ou Low Level Light Therapy (LLLT), que tem a capacidade de transformar a energia da luz em efeito fisiológico, com cada comprimento de onda atuando em cromóforos (alvos) específicos e gerando respostas terapêuticas.

Segundo o médico angiologista Dr. Álvaro Pereira de Oliveira, quando ocorre a interação da luz com os tecidos, há um aumento de ATP (energia) mitocondrial e óxido nítrico. “O ATP auxilia na contração muscular e o óxido nítrico tem efeito analgésico, por isso essa tecnologia é tão interessante para esse tipo de dores”, afirma o médico. Dessa forma, o equipamento atua no reparo tecidual das lesões em nervos periféricos, além de aliviar a dor e atrasar o aparecimento da fadiga muscular, podendo ainda ter uma ação protetora sobre o desenvolvimento do dano induzido pelo uso excessivo do celular. Se utilizado corretamente, o aparelho também é capaz de aliviar a dor crônica e aguda.

Quanto ao modo de uso para lesões, o produto deve ser utilizado durante 20 minutos, duas vezes ao dia, sendo confortavelmente posicionado no local de aplicação.

Gostou Compartilhe