Bem-Estar

A importância da respiração durante o exercício

Publicidade

É mais que óbvio que a prioridade número um da vida é a respiração. Podemos ficar dias sem comer, horas sem beber água e algum tempo sem dormir, mas experimente prender a respiração por alguns segundos…

Apesar de ser algo tão essencial, são poucas as pessoas que percebem sua respiração em seu dia a dia. A maioria respira como um ato mecânico, automático, sem nenhum cuidado com a otimização de seus resultados.

Durante um exercício não é diferente. A maioria se exercita sem qualquer concentração, seja na execução do movimento, no músculo trabalhado, nas sensações envolvidas e ainda menos na respiração.

Respirar corretamente durante o exercício físico contribui para o aumento da segurança fisiológica e biomecânica do mesmo, além de proporcionar melhor conforto e desempenho na atividade realizada. Nesse sentido, vale prestar atenção nas dicas a seguir:

Durante os abdominais – Ao realizar um exercício abdominal que envolva a flexão da coluna, perceba que há uma diminuição do espaço dentro das cavidades torácica e abdominal, forçando a saída de ar. Inspirar enquanto seu tronco reduz o espaço interno aumenta a compressão de vasos importantes, o que dificulta o retorno venoso e potencializa a pressão arterial. Então, ao flexionar a coluna e contrair o músculo, expire, e quando retornar à posição inicial, inspire.

Durante o agachamento – Quanto mais profundo for o agachamento, maior a compressão discal, aumentando o risco de dores e lesões na região lombar. A inspiração no momento de agachar produz um efeito de tração sobre as vértebras, reduzindo a compressão discal que ocorre em resposta ao avanço do centro de gravidade. Expire durante a subida.

Outros exercícios – Muitos praticantes de musculação realizam o bloqueio da respiração no momento de fazer força, sem perceber. Trata-se de um erro perigoso, já que esse bloqueio potencializa o risco cardiovascular pelo aumento da pressão interna e da pressão arterial, além da redução do retorno venoso, o que aumenta o desconforto e a fadiga.

Lembre-se: tão importante quanto a execução do exercício é a respiração. Ela faz toda a diferença. Comece a prestar atenção e sentirá os efeitos!

 

 

Gostou Compartilhe
Publicidade